2019: REALIZAR OU CONTINUAR PROCRASTINANDO?

O que você vai fazer diferente em 2019 para realizar suas metas e objetivos?

Olá você aí do outro lado!

Fevereiro começou, 1° mês de 2019 já passou e você, já começou a realizar suas metas ou continua procrastinando?

 

Todo ano colocamos no papel e planejamos coisas que queremos realizar, mudar e conquistar no ano seguinte, porém, o tempo vai passando, e nem sempre colocamos em prática e agimos para realizar.
Continuamos a procrastinar e quando os desafios começam a aparecer no caminho (nem tudo são flores), desanimamos, não acreditamos em nós mesmos e simplesmente desistimos, deixamos para mais tarde.

 

Quando menos percebemos, o ano acabou e ao olhar pra trás o que fica é uma frustração por não ter se dedicado à algo que julgávamos importante. Então, novamente, nos encontramos na mesma situação… frustrados, desanimados e tristes por não realizar o que dissemos e o que planejamos.

Foi assim que me senti nos últimos anos, sim, em todos!
Não teve um ano em que eu não terminasse descontente com a minha performance em questões pessoais, profissionais, familiares… Sempre sabendo que não fiz o que deveria ter feito para chegar onde eu gostaria. Sonhava muito, desejava muito, mas não fazia o que devia ser feito, não me esforçava e me dedicava para fazer acontecer.

 

Você que está lendo isso agora possivelmente já passou ou está passando por algo parecido.
Tenho certeza que você já se questionou qual o motivo de se comportar assim, de não ter força de vontade, não se dedicar, se motivar, fazer o que precisa ser feito para realizar seus sonhos, metas e objetivos. Sempre me questionei sobre estas coisas e continuo me questionando todos os dias.

 

Outro coisa que faz parte do processo de procrastinação é a reclamação e o descontentamento com o comportamento de terceiros em relação à forma como agem e levam seus dias.

 

Quem nunca sentiu aquele desagrado – rolling eyes all the time – em ver pessoas super positivas e motivadas? Sentir raiva de pessoas que estão sempre bem humoradas, que fazem parecer que todos os dias da vida dela são incríveis, que não existe problemas e nem boletos para pagar? Eu entendo você, infelizmente.
Mas acredite, todo mundo tem problemas e boletos para pagar, o que muda é como você enxerga as coisas e a maneira como lida com elas.

Para nossa alegria, finais de ano são ótimos para refletir sobre a vida, sobre o ano que passou, sobre o que você realizou – no meu caso era sempre lamentando sobre as coisas que eu deixei de fazer – e sobre o que que realizar e fazer diferente no outro ano.

 

Eu durmo todos os dias com uma pessoa que é da forma que eu citei acima. O Fe, meu namorado, tenta ver sempre o lado bom das coisas, tenta focar sempre nas coisas positivas, acorda de manhã dançando, fazendo palhaçadas e sempre me pede um sorriso (sou mega mal-humorada de manhã, e às vezes até  dia inteiro).
Ele fala de uma forma convicta e alta, é altamente motivado, ativo e dedicado com os trabalhos e com os seus objetivos.

 

Você deve estar pensando agora que a vida dele deve ser perfeita, que tem a vida ganha, é rico, tem o trabalho dos sonhos, ganha muito dinheiro… SQN! Acredite em mim, não é! (não vou detalhar coisas aqui pois, não dizem respeito à mim)
Ele é uma pessoa comum, que tem MUITOS pepinos pra resolver, também tem perrengues, vários defeitos assim como todos mundo, tem uma família complicada…
Enfim, agora você deve estar se perguntando então, COMO é que ele consegue ser e viver dessa forma…

Ele aprendeu, se desenvolveu, teve força de vontade, determinação, estudo muito e trabalhou muito a mente dele pra agir e pensar da forma que é hoje. É desafiador e difícil no começo, assim como qualquer mudança, dói, mas não é impossível!

 

Certo dia estávamos conversando eu questionei sobre isso, e entre muitas coisas que ele me falou, algumas fizeram tanto sentido pra mim que nunca vou esquecer:

“Eu não posso ficar me preocupando, reclamando, chorando por coisas que acontecem e que não estão no meu controle”.
“Se eu não fizer por mim, quem vai fazer?”.
“Reclamar e ser negativo dá muito mais trabalho e gasta muito mais energia do que pensar positivo e ver o lado bom das coisas”.
“Como que vou tentar mudar a mentalidade de uma pessoa que não quer mudar e não vai mudar, mesmo que eu me esforce?”.
“Não viver a vida que os meus pais levaram me motiva muito mais para  fazer o que eu tenho que fazer”.
“Eu sou assim porque sei o que eu não quero me tornar e a vida que eu não quero ter”.
“Se você não tiver um propósito, um motivos para fazer o que você definiu que quer fazer, possivelmente você vai desistir e fracassar, porque você não tem algo maior que te faça ter força de vontade e para fazer o que precisa ser feito”.

 

Não sei como você se sentiria ouvindo coisas assim… eu me senti uma pessoa fraca e insignificante, porém, foi ouvir coisas assim que me fizeram entender outra coisa: nós nos damos muitas desculpas e sempre queremos arranjar justificativas para nossos fracassos para podermos nos colocar em posição de inferioridade e fragilidade.
Foi assim que comecei a entender o motivo de “o jeito dele”, depois de alguns anos de namoro, ter começado a me incomodar ao ponto de sentir raiva toda vez que ele tentasse falar algo motivacional pra mim. (Ás vezes isso ainda acontece, mas muito menos)

 

A confirmação de que tudo isso era real veio quando li uma frase. Não me recordo onde foi, mas a conclusão dela era mais ou menos assim:

“Tudo que você deseja e almeja ser na vida, mas ainda não é, vai te perturbar e incomodar, até que, você desenvolva a coragem para mudar e a persistência para não desistir”.

Era isso! Essas coisas me incomodavam porque eu desejava ser como ele. Eu queria ter essa motivação na vida.
Ele evoluiu como pessoa e eu queria acordar como ele, ser motivada como ele, ser positiva como ele, ter coragem, determinação e resiliência como ele… só que, eu não tinha força de vontade e determinação para mudar, para me condicionar a pensar de outra forma, mudar minha mentalidade.

 

Eram essas coisas que eu precisava mudar e desenvolver, mas precisava ter um motivo para e é nisto que estou trabalhando agora.
Decidi que 2019 eu vou fazer tudo diferente para me tornar uma pessoa melhor para mim mesma, para eu poder sentir orgulho de mim e poder chegar lá em Dezembro e poder comemorar por todas as coisas que eu realizei, e  acreditem, já começou a funcionar.

 

(Pra saber todas as novidades em tempo real me segue lá no instagram:  @anaodelli)

 

Vou terminar esse post por aqui pra não ficar muito extenso e cansativo, mas o que eu quero deixar de conclusão pra vocês é que não existe vida perfeita!
Todo mundo tem problemas, todo mundo passa perrengues, fica triste e desmotivado às vezes, sem vontade de cantar uma bela canção (hehehe quem lembrou da referência?), mas quem decide como vai enfrentar as coisas, como vai viver e qual foco vai dar, somos nós!

Somos nós que decidimos ser felizes ou não, motivados ou não, positivos ou não, bem sucedidos ou não, realizados ou não.

 

NÃO É FÁCIL, MAS NÃO É IMPOSSÍVEL!

 

O maior objetivo de estar compartilhando com vocês é para entenderem, assim como eu entendi, que somos todos iguais, as oportunidades aparecem, podemos ser melhores, ter uma vida incrível, ser mais saudável, ser mais ativo, ser mais bem humorado… Tudo depende da gente e não das coisas/pessoas ao nosso redor.

 

O que mais tenho visto trabalhando com a internet e acompanhando o que acontece diariamente, principalmente no Instagram, é que as pessoas estão ficando doentes por não saberem lidar com as suas emoções, com problemas, com desafios da vida e com as críticas e cobranças.
É normal ter medo da mudança, do desconhecido, de arriscar e de se permitir, mas é necessário aprendermos a trabalhar isso dentro de nós ou vamos enlouquecer e desistir facilmente de tudo que sonhamos!

 

Todos temos uma força incrível dentro do nosso ser, só não sabemos porque nunca nos permitimos ver.

 

Espero que esse post tenha feito você refletir um pouco. Se te ajudou de alguma forma comenta aqui embaixo ou me manda um direct no instagram, compartilha com alguma amigo, familiar que possa estar precisando ler algo assim também. Vamos nos ajudar!

 

 

PS: Tudo isso que eu escrevi foi mais pra eu mesma ler e saber que eu posso, consigo sou capaz de mudar e ser melhor, mas compartilhar aqui é um dos meus motivos esse ano.

Fe, te amo! Sou muito grata por ter você do meu lado me lembrando todos os dias que eu posso ser uma pessoa muito melhor em vários aspectos, não para os outros, mas para mim mesma! Sinto muito por todos os dias em que foi difícil conviver comigo e agradeço por não desistir de me ajudar e me tornar um mulher mais incrível ainda! ❤️

No Comments

Leave a Reply